10.3.08


Oito de Março de 2008

O óbvio foi o sangue ferver nas veias das composições que encerram memórias mais fortes que o imaginário de Vasco Granja.
Robert Smith. Porl Thompson. Simon Gallup. Jason Cooper. 30 anos de canções.
E três horas em que Lisboa pareceu perfeita.

Foi assim:

Plainsong
Prayers For The Rain
A Strange Day
Alt.End
The Blood
The End of the World
Love Song
A Boy I Never Knew
Pictures of You
Lullaby
From The Edge of The Deep Green Sea
Kyoto Song
Please Project
The Walk
Push
Friday I'm In Love
In Between Days
Just Like Heaven
Primary
Never Enough
Wrong Number
One Hundred Years
Disintegration

ENCORE 1
At Night
M
Play For Today
A Forest

ENCORE 2
Lovecats
Let's Go To Bed
Freak Show
Close To Me
Why Can't I Be You

ENCORE 3
Boys Don't Cry
Jumping Someone Else's Train
Grinding Halt
10.15 Saturday Night
Killing An Arab

7 comentários:

Hélder & Hélder disse...

Lindo... Concordo inteiramente que o sangue corria e fervia... mas o menos óbvio também lá se viu e ouviu...! O sangue dos "almost fifty" do nosso Uncle Bob ainda é novo, bem como o de muitos outros que connosco se enlevaram...

"YOU'RE SIMPLY ELEGANT!!!"

PR disse...

cool...

Anónimo disse...

longe vão os tempos daqueles comentários estúpidos..

Susie disse...

Oh,Anónimo!
Aparentemente os comentários continuam estúpidos....

Rui disse...

Foi quase o alinhamento perfeito. Mas como isso não existe, foi excelente.

fonziewonzie disse...

nice :) miss you so much. obrigado pelo txt q me enviaste no concerto. made my day.

eu aqui fui ver gogol bordello a semana passada, mas vou tar no final d abril em coachella :) weeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

love you.

p.s. vou tar na iceland em july e portugal no inicio de agosto.

-3 disse...

os comentários estúpidos voltaram ?